Compressores de ar com vasos de pressão devem ter selo do Inmetro

0

Os compressores de ar são ferramentas de grande utilidade para construção civil, indústrias, mecânicas automotivas e até para pinturas residenciais.

Portanto, como existem todas essas possibilidades de uso, você deve tomar cuidado e atenção na hora de escolher a marca, o modelo e o tamanho.

Além desse cuidado com o tipo de ferramenta, esse equipamento precisa ter o selo de aprovação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro)

Se você deseja saber a utilidade e porque os compressores de ar precisam de selo de qualidade, nos acompanhe neste post.

O que são e para que servem os compressores de ar?

Esses compressores de ar com vasos você encontra em vários segmentos como indústrias, postos de gasolina, consultórios dentários, entre outros.

Além disso, esse equipamento irá produzir ar comprimido uma fonte de ar contínua que vai ajudar nas atividades das ferramentas pneumáticas como furadeiras, chaves de impacto, lixadeiras, cortadores, entre outros.

Porque os compressores de ar precisam de selo?

Se as condições de segurança não estiverem certas e o profissional não tiver capacitação, esse equipamento pode causar acidentes de trabalho, que em algumas vezes podem ser até fatais.

Por isso, eles devem estar conforme os requisitos mínimos de construção dos vasos de pressão.

Esses requisitos estão na ABNT NBR ISO 16528:2008 e na série ABNT NBR 16035:2012. Além disso, todos os estabelecimentos que fabricam esses produtos devem estar cientes da portaria Inmetro nº255.

Essa portaria proíbe a fabricação e importação dos compressores de ar sem o selo do Inmetro. A partir de 2019 o selo agora também é exigido para distribuir e vender os compressores.

Fiscalização do Inmetro

O Inmetro tem iniciado operações para verificar equipamentos e estabelecimentos.

Nessas operações são avaliadas:

  • Qualidade real dos equipamentos que estão disponíveis no mercado;
  • Segurança dos ambientes de trabalho; e
  • Capacitação dos profissionais.

Recentemente em São Paulo, o Inmetro esteve em sete estabelecimentos e o resultado não foi assim tão agradável. A autarquia encontrou irregularidades em 51% dos produtos que estavam disponíveis.

Fora o selo de identificação, o Inmetro também verifica dados do fabricante, número de série, data de fabricação, informações sobre a pressão máxima e temperatura correspondente

Considerações finais

Para ter acesso a mais informações como estas sobre os compressores de ar, confira sempre os posts do nosso blog!

Nos vemos em breve.