Os 10 jogos de PC mais esperados para o restante de 2021

0

Saindo de um ano agitado, quando um número recorde de jogadores de PC mergulhou em seus títulos favoritos, novos e antigos, os bons tempos não acabaram em 1º de janeiro. Exceto alguns lançamentos polêmicos como Cyberpunk 2077 e World of Warcraft 3: Reforged, um caminhão de jogos brilhantes chegou ao mercado em 2020. Os desenvolvedores nos surpreenderam com experiências totalmente novas, como Fall Guys, e construíram ideias antigas de franquia de maneiras novas e emocionantes.

Já estamos entrando no segundo trimestre de 2021 e o resto do ano é preenchido até a borda com o que parece ser uma excelente seleção de novos lançamentos exclusivos para PC e também jogos multiplataformas. Hoje, iremos mostrar para você alguns dos próximos lançamentos mais emocionantes, inovadores ou altamente esperados para o restante de 2021.

Kena: Bridge of Spirits

kena wallpaper
Fonte: Pagina oficial do jogo na Epic Games

Data de lançamento: 24 de agosto de 2021
Gênero: Ação-aventura

Com uma nova geração de consoles de jogos, chega uma nova onda de jogos que podem tirar o máximo proveito do hardware do PS5 e do Xbox, algo que eventualmente também permeia a plataforma de PC. Até agora não houve muitos lançamentos que realmente mostrassem do que o novo hardware de console é capaz, mas Kena: Bridge of Spirits está começando a se parecer com isso.

Kena é um adorável título de ação e aventura com cenas no nível da Pixar e alguns dos ambientes de floresta mais bonitos, exuberantes e detalhados que já vimos em um videogame, ponto final. As animações são igualmente bonitas: tudo, desde sua coreografia de combate até simples saltos, flui suavemente.

A equipe de desenvolvimento de Kena está prometendo uma experiência que combina exploração com combate acelerado, bem como um pouco de coleta de criaturas no estilo Pikmin.

Se você está um pouco confuso com essa última parte, deixe-nos esclarecer. Em Kena, você joga como um Guia Espiritual que usa seus poderes mágicos, bem como a ajuda de seguidores espirituais chamados de “Rot”, que pode ser traduzido para “podridão”, para ajudar os mortos a passarem para a próxima vida (usando a força, se necessário). Durante sua jornada, você transformará o ambiente, fará descobertas mágicas e usará seus poderes para “restaurar” o mundo danificado à sua antiga glória.

Francamente, Kena parece o tipo de jogo que é mais bem experimentado às cegas, mas se você quiser ter uma ideia melhor, o trailer do jogo logo abaixo deve servir. Este jogo está um pouco mais distante do que alguns dos outros títulos desta lista, com uma data de lançamento prevista para 24 de agosto de 2021. Independentemente disso, esperamos que a espera valha a pena. Vale dizer que Kena será um Epic exclusivo no PC no lançamento.

Veja abaixo o trailer oficial do jogo.

Pathfinder: Wrath of the Righteous

Fonte: Página oficial do jogo na Steam

Data de lançamento: inverno de 2021
Gênero: CRPG

Existem muitos CRPGs inspirados em mesa por aí, mas poucos deles seguem os conjuntos de regras de papel e caneta em que são baseados tão fielmente quanto Pathfinder: Kingmaker. Embora não seja baseado em turnos, o RPG centrado em grupos deu o melhor de si para replicar o conjunto de regras notoriamente complexo do Pathfinder no reino digital.

Salvo algumas exceções necessárias (algumas regras não traduzem muito bem), o jogo foi bem-sucedido. Muitas das classes, talentos, habilidades e peças de equipamento que você encontraria na encarnação de mesa do Pathfinder estavam disponíveis no jogo. Você pode montar um grupo de bruxos, monges, guerreiros ou qualquer coisa entre eles para conquistar as Terras Roubadas, jogando muitos dados ao longo do caminho.

Wrath of the Righteous busca construir sobre tudo o que tornou Kingmaker grande enquanto adiciona novos recursos interessantes para apimentar as coisas. Em sua essência, ainda é o mesmo RPG em tempo real com pausa que Kingmaker era, mas com melhores efeitos de feitiço, novas raças de personagens jogáveis, modelos de personagens atualizados, novas classes e opções de personalização, um mundo totalmente novo para explorar e dois em particular são adições interessantes: Caminhos Míticos e Combate Estratégico.

O primeiro é um recurso de fim de jogo que permite que seu personagem alcance níveis de poder que nunca vimos antes em um CRPG. Você pode se tornar um lich mortal, um anjo, um demônio, um dragão ou até mesmo um “juiz cósmico do equilíbrio” conhecido como Aeon. Fazer isso concede a você um benefício significativo e específico do caminho – por exemplo, um Lich poderia ressuscitar soldados caídos para lutar por eles na batalha, enquanto um anjo poderia invocar guerreiros celestiais. A Owlcat diz que Mythic Paths oferecerá uma “nova camada” de desenvolvimento de personagens e equipará melhor os jogadores para enfrentar os desafios mais difíceis que Wrath of the Righteous vai lançar a eles mais tarde na campanha.

O recurso de encontro estratégico é o primeiro da série. Ainda não vimos muito disso em ação, mas a Owlcat afirma que acontecerá em uma nova “camada” de jogabilidade, inspirando-se na popular franquia Heroes of Might and Magic. Os jogadores provavelmente comandarão tanto tropas quanto unidades de heróis em sequências de combate baseadas em blocos, embora isso ainda não tenha sido confirmado.

É difícil descrever totalmente a experiência do Pathfinder CRPG em uma pequena sinopse, então recomendamos assistir ao trailer do jogo logo para ter uma ideia melhor da experiência. Assumindo que a Owlcat manterá o mesmo nível de qualidade que eles alcançaram com Kingmaker, Wrath of the Righteous é quase certo para satisfazer os fãs de RPGs baseados em PnP.

Veja abaixo o trailer oficial do jogo.

Far Cry 6

Data de Lançamento: TBA 2021
Gênero: FPS

Se tudo o que você procura em um FPS é a capacidade de causar o máximo de destruição possível na vida selvagem e NPCs humanos desavisados ​​- amigos ou inimigos – você provavelmente já ouviu falar da série Far Cry. Com exceção dos dois primeiros jogos (que eram um pouco diferentes dos últimos temas tematicamente), Far Cry se concentra em três elementos principais: liberdade de jogo, encontros de combate explosivos e vilões carismáticos.

O próximo jogo da longa série parece seguir essa fórmula. Será outro FPS de mundo aberto, desta vez ambientado na nação insular de Yara. Os jogadores assumem o papel de um local que busca lutar contra o reinado tirânico de “El Presidente” Anton Castillo, interpretado pelo fantástico Giancarlo Esposito (famoso por Breaking Bad).

Far Cry 6 permitirá que os jogadores escolham jogar como homem ou mulher, embora ambos compartilhem o mesmo nome de gênero neutro: Dani Rojas. Os jogadores irão explorar as praias e selvas de Yara, e eles podem até mesmo fazer uma viagem para sua capital, Esperanza.

Não está claro em que foco a história de Far Cry 6 se concentrará (além de alguns temas revolucionários) ou qual será sua mecânica de jogo única, mas devemos aprender detalhes sobre esses dois tópicos nos próximos meses. De qualquer forma, com certeza será um bom momento, se as entradas anteriores servirem de referência.

Veja abaixo o trailer oficial do jogo.

Dying Light 2

dying light II wallpaper
Fonte: Página oficial do jogo na Steam

Data de Lançamento: TBA 2020
Gênero: Sobrevivência, FPS, RPG

Não ouvimos muito do pessoal por trás de Dying Light 2 ultimamente, mas isso não o torna menos empolgante como projeto. Programado para lançamento provisório em 25 de maio, este jogo de zumbis está se preparando para ser um dos lançamentos mais emocionantes de 2021.

É um RPG de ação em primeira pessoa, baseado em uma história, ambientado em um cenário pós-apocalíptico. Acontece cerca de 15 anos depois que “a humanidade perdeu para o vírus”, para ser específico. Ao longo do jogo, você estará escalando e saltando através de edifícios usando um sistema de parkour fantástico (que apareceu pela primeira vez em Dying Light), enquanto mata ou evita os muitos infectados que estarão em seu caminho.

Em Dying Light 2, você jogará como um sobrevivente da infecção conhecida como Aiden Caldwell. Usando o sistema de parkour e a brutal mecânica de combate corpo a corpo, você explorará o mundo em busca de suprimentos, equipamentos e outras ferramentas úteis para a sobrevivência.

Além dos zumbis vagando pelas ruas à noite e durante o dia (o primeiro os torna consideravelmente mais mortais), você também encontrará assentamentos humanos. Como o Biomutant, cada uma dessas facções tem seus próprios objetivos a serem seguidos, e caberá a você decidir quem prosperará e quem será destruído. Porque? Porque, pela primeira vez nesta franquia, você realmente terá escolhas significativas a fazer.

Ao se aliar a uma facção, você pode condenar outra. No final das contas, você vai querer escolher as facções que se alinham com você moralmente ou simplesmente oferecem as melhores bênçãos. Se correr, pular, escalar e deslizar por uma cidade mortal e decrépita (mas graficamente linda) parece sua ideia de diversão, fique de olho em Dying Light 2.

Veja abaixo o trailer oficial do jogo.

Humankind

Fonte: Página oficial do jogo na Steam

Data de lançamento: 22 de abril de 2021
Gênero: Estratégia 4X

Se você adora jogos de estratégia, mas acha que as batalhas cheias de ação de Total War: Warhammer são muito intensas e a profunda intriga de Crusader Kings 3 é muito complexa, Humankind pode ser o jogo certo para você.

Feito pela mesma equipe que trouxe Endless Legend e Endless Space, o Humankind busca pegar a fórmula de estratégia 4X (Explorar, Expandir, Explorar, Exterminar) atemporal de um jogo como Civilization 6 e expandi-la em novas e emocionantes direções.

Como na série Civilization, o Humankind incumbirá os jogadores de levar sua civilização da Era Antiga para a Idade Moderna, enquanto luta com civilizações rivais que têm suas próprias “personalidades” (por assim dizer), objetivos e culturas. No entanto, o próximo jogo de estratégia da Amplitude difere do Civilizantion em outros aspectos importantes.

Para começar, você não necessariamente se limitará a uma facção ou cultura desde o início do jogo. Você pode escolher, digamos, os egípcios durante a era antiga, mas então absorver a cultura grega quando chegar à era clássica. Na época medieval, pode ser benéfico para você explorar o que significa ser inglês e, eventualmente, mergulhar na sociedade alemã e chinesa. Embora você perca alguns dos benefícios exclusivos que cada cultura oferece quando você faz a transição para uma nova, certos buffs permanecerão durante todo o jogo: essas dádivas poderosas são chamadas de Traços de Legado.

Humankind também espera impressionar com seus eventos complexos, que o forçarão a tomar “decisões morais impactantes”, e seu sistema de batalha tática que leva em consideração a elevação do terreno, o posicionamento da unidade e muito mais.

Em última análise, seu objetivo na Humanidade é ganhar mais “fama” do que qualquer civilização rival quando o jogo terminar. Cada batalha que você vence, cada “grande feito” que você realiza e cada escolha moral que você faz aumentará sua pontuação de fama, então há muitos incentivos para continuar empurrando seu império para a frente.

Resta saber se o jogo será ou não capaz de competir com os gostos de Civilization, mas pelo que vimos até agora, certamente não estamos torcendo contra isso. Parece incrivelmente divertido e mal podemos esperar para experimentá-lo quando for lançado em abril.

Veja abaixo o trailer oficial do jogo.


Total War: Warhammer 3

total war wallpaper
Fonte: Página oficial do jogo na Steam

Data de Lançamento: Final de 2021
Gênero: Estratégia

A franquia Total War sempre foi voltada para jogadores que desejam elementos tanto de um grande jogo de estratégia (com gerenciamento de cidade e personagem) quanto um RTS, geralmente com algum talento histórico. No entanto, começando com Total War: Warhammer 1, a desenvolvedora Creative Assembly ramificou-se para o mundo da fantasia, valendo-se da popular franquia Warhammer para inspirações de facções e unidades. A julgar pelos números ridículos de vendas desta sub-série e quedas frequentes de DLC, parece que a mudança foi um grande sucesso, o que acontece provavelmente porque a Creative Assembly optou por desenvolver uma terceira entrada, apropriadamente conhecida como Total War: Warhammer 3.

Não temos a pretensão de descrever todo o ciclo de jogo para esses títulos nestes poucos parágrafos, mas se você nunca jogou ou ouviu falar dos jogos Total War: Warhammer, aqui está um rápido resumo: os jogos permitem que você escolha uma facção de uma ampla lista de raças de fantasia baseadas na tradição (variando de humanos e anões a elfos e mortos-vivos) e tentativa de conquistar, subjugar ou aliar-se com todos os outros habitantes do mundo. Cada facção tem um conjunto único de unidades e mecânicas para trabalhar, e todas elas têm acesso a poderosos personagens heróis que podem enfrentar grupos inteiros de soldados por conta própria.

Os jogos combinam uma grande mecânica de estratégia com batalhas mais práticas no estilo RTS. Você moverá seus exércitos em um mapa de campanha e entrará em batalhas intensas em tempo real (com controle de pausa e velocidade) de vez em quando. Existem também opções diplomáticas e elementos de construção da cidade.

Então, o que está causando empolgação em Total War: Warhammer 3? Em primeiro lugar, está trazendo novas raças que nunca estiveram nos jogos anteriores. Há Kislev (os homens e mulheres resistentes ao frio e com influência russa do Norte), os Daemons do Caos (quatro no total, cada um atuando como sua própria facção) e o glorioso Império de Catai, semelhante à China. Este último é especialmente interessante porque nunca teve um exército adequado no jogo de tabuleiro Warhammer Fantasy Battle original (no qual muitas facções e unidades do jogo são baseadas). Isso significa que a Creative Assembly trabalhará efetivamente do zero, criando heróis e elementos de jogabilidade totalmente novos a partir do zero.

Um segundo elemento-chave que deixou muitos fãs entusiasmados com Warhammer 3 é a perspectiva de uma campanha expandida “Mortal Empires”. Este modo de jogo, que estreou com Warhammer 2, permitiu aos jogadores que possuem o primeiro e o segundo títulos combinarem efetivamente seus mapas e listas de facções em um modo de jogo massivo. Você pode lutar com e contra qualquer raça de sua propriedade, o que resulta em algumas campanhas incríveis.

Com Warhammer 3, você poderá fazer a mesma coisa, exceto em três jogos em vez de apenas dois. Muito legal, hein?

Veja abaixo o trailer oficial do jogo.

Chivalry 2

Fonte: Página oficial do jogo no site da Epic Games

Data de lançamento: 8 de junho de 2021
Gênero: Simulador de combate medieval

Você gosta de cortar? Nesse caso, Chivalry 2 é um lançamento para PC que você não deve perder este ano. Como seu antecessor, Chivalry 2 é um slasher em primeira pessoa rápido e frenético com ênfase em combate corpo a corpo baseado em habilidades e ação brutal voltada para a equipe. Você estará bloqueando, aparando, esquivando e balançando usando um sistema de combate baseado na física com um alto nível de habilidade e um limite de habilidade ainda maior.

Você escolherá uma das várias classes e personalizará seu personagem de acordo com sua preferência. As classes exatas que serão oferecidas ainda não foram divulgadas, mas presumimos que as opções principais do original retornarão: há o Arqueiro, que gosta de acertar seus inimigos com flechas, setas ou facas de arremesso à distância, e o Cavaleiro de armadura pesada que sacrifica visibilidade e agilidade por absoluta impenetrabilidade.

Independentemente da classe que você escolher, você terá uma surpresa. Chivalry tinha um dos sistemas de combate corpo a corpo mais avançados que existem, e os desenvolvedores esperam elevar as coisas para o segundo jogo. A equipe retrabalhou completamente os sistemas de animação e movimento para combate, permitindo uma experiência de jogo que “parece pesada e satisfatória”, como você esperaria de qualquer jogo medieval.

Chivalry 2 espera oferecer partidas multijogador para 64 jogadores, com uma variedade de mapas jogáveis ​​e modos de jogo extensos em vários estágios “Objetivo de Equipe”. Estamos supondo que veremos cercos (defesa e ataque), vila em chamas e Team Deathmatch fazendo um retorno, no mínimo.

Veja abaixo o trailer oficial do jogo.

Halo Infinite

halo infinite wallpaper
Fonte: Página oficial do jogo no site da Microsoft

Data de lançamento: primavera de 2021
Gênero: FPS

A franquia Halo é um grampo do gênero FPS, mas que esteve ausente do PC por algum tempo (após o lançamento de Halo 1 e 2 décadas atrás). Mas, graças ao trabalho incansável da 343 Industries, os jogadores de PC podem finalmente experimentar a série em sua totalidade por meio da Coleção Master Chief, que já está disponível.

Isso significa que podemos estar todos atualizados quando o próximo e possivelmente o último título de Halo for lançado este ano: Halo Infinite. Muitos de vocês provavelmente estão familiarizados com o jogo, ele estreou em setembro passado e a recepção não foi exatamente positiva na época. Os fãs criticaram o visual cartoon e a iluminação, principalmente, o que levou o jogo a ser adiado indefinidamente até que 343 pudesse resolver as preocupações dos jogadores.

Com uma nova janela de lançamento no outono de 2021 e, presumindo que o 343 tenha realmente impulsionado sua fidelidade gráfica, provavelmente todos teremos um agrado. O Infinite contará com um novo mundo aberto e um componente multijogador separado e gratuito, mas ainda esperamos por um jogo Halo nas formas que importam: jogabilidade, jogabilidade, jogabilidade.

O combate e a mecânica de movimento de Halo Infinite parecem tão fluidos e cinéticos como sempre. As armas parecem poderosas e Master Chief parece ter muitas novas ferramentas à sua disposição desta vez, incluindo grandes escudos pop-up, algum tipo de habilidade de sonar e um gancho que pode prender itens e inimigos.

Veja abaixo o trailer oficial do jogo.

New World

Data de lançamento: 31 de agosto de 2021
Gênero: MMORPG

A Amazon não teve muita sorte na esfera dos jogos recentemente. Basta olhar para seu Battle Royale de curta duração, Crucible, para evidências disso. No entanto, a divisão de jogos da empresa espera ganhar ouro com o New World: um próximo (e muito atrasado) MMO sandbox que visa satisfazer os jogadores de PvE e PvP.

O New World incluirá um sistema de combate de ação sem classes com esquiva, bloqueio e várias habilidades ativas que você pode desbloquear aumentando o nível de cada arma de Maestria (simplesmente usando-a em combate). Conforme você aumenta essa classificação, você ganha pontos de habilidade para usar nas árvores de habilidade de Maestria. Essas árvores incluem as habilidades ativas que acabamos de mencionar – como um poderoso lançamento de machado – assim como passivos e combos.

O New World lhe dará muitas oportunidades de tirar proveito desses sistemas, é claro. Além de encontros MMO PvE razoavelmente normais, como invasões NPC baseadas em ondas, fendas corrompidas e missões de matar ou buscar (que você pega na facção selecionada), há também uma grande ênfase em PvP em New World.

O sistema é totalmente opt-in, mas se você decidir participar, as recompensas serão significativas: veja o sistema de Liquidação, por exemplo. Os assentamentos são vilas e cidades construídas e administradas pelos jogadores que incluem estações de artesanato, distribuidores de missões e até mesmo espaço para alojamento do jogador. Se sua guilda tiver a sorte de reivindicar um desses assentamentos, você terá uma grande vantagem no longo prazo.

No entanto, é aí que entra o elemento PvP. As empresas podem declarar guerra umas às outras e cercar os assentamentos oponentes em batalhas sangrentas e massivas com 100 homens. Ao participar dessas lutas, você ganhará pontos de cerco que podem ser gastos em melhores defesas (para a equipe de defesa) ou em equipamentos de cerco (para a equipe de ataque). Se uma empresa atacante conseguir completar seu cerco com sucesso, ela obterá o controle do assentamento e de todos os benefícios que vêm com ele.

Esperançosamente, a Amazon pode terminar o New World dentro do prazo, e todos nós poderemos jogar antes que o ano acabe. Se tudo correr bem, você poderá obtê-lo em 31 de agosto.

Veja abaixo o trailer oficial do jogo.

Biomutant

Fonte: Página oficial do jogo na Steam

Data de lançamento: 25 de maio de 2021
Gênero: Ação, RPG

O que é Biomutant, exatamente? Como os desenvolvedores descrevem, é um “RPG de fábula de Kung-Fu”, no qual os jogadores assumem o papel de um mutante peludo em um mundo aberto enorme e variado. É um título em terceira pessoa com combate de ação em ritmo acelerado que permite combinar corpo a corpo, tiro e habilidades mutantes poderosas em seu próprio estilo de luta personalizado. Você pode montar uma espingarda em ruínas usando suas habilidades de fabricação fragmentada ou pode formar uma bola gigante de muco ao seu redor e atingir seus inimigos. Você também pode aumentar seus poderes psiônicos para levitar e atormentar mentalmente seus inimigos, ou utilizar uma forma de tartaruga para controlar ataques que de outra forma seriam mortais.

A ideia central por trás do Biomutant é a liberdade do jogador. Desde o início, você criará seu personagem personalizado, cuja aparência pode mudar com base em suas preferências pessoais, bem como nos atributos e estatísticas que você fornecer a ele. Essa liberdade não se limita aos elementos de jogabilidade de combate, no entanto. Também há montagens e equipamentos de tecnologia voltados para a exploração para você adquirir, como jet-ski, balão de ar, jump pack, asas biônicas ou o “autômato”; seu “ajudante de brinquedo de sucata”.

No verdadeiro estilo de RPG, Biomutant permitirá aos jogadores traçar seu caminho no mundo enquanto fazem escolhas significativas que podem afetar o resultado da história. Você pode ser um dos “mocinhos” e tentar salvar a decadente “Árvore da Vida” ou pode acelerar o seu fim aliando-se a uma das facções menos benevolentes do mundo.

Ao todo, Biomutant parece um ótimo momento, e a jogabilidade que vimos até agora certamente o projeta em uma boa luz. No entanto, como aprendemos com lançamentos recentes (estamos olhando para você, Cyberpunk), é melhor esperar o jogo sair antes de fazer qualquer julgamento final.

Veja abaixo o trailer oficial do jogo.

Organizamos esta lista com dez jogos esperados para o restante do ano, mas podemos fazer também menções honrosas para alguns jogo que devem ser lançados durante o decorrer deste ano. São ele: Deathloop, Atomic Heart e Resident Evil Village.

O que você achou dos jogos? Acha que deixamos algum jogo fora desta lista? Deixe-nos saber, comente abaixo.