Pandemia: 58% dos negócios abertos são liderados por mulheres

0

Durante a crise instaurada no mundo inteiro, a necessidade de sobreviver e arcar com os compromissos financeiros levou grande número de pessoas a iniciar algum negócio. Um estudo revelou que, no Brasil, 58% dos negócios abertos são liderados por mulheres.

Essa onda, porém, de mulheres empreendedoras vem já de algum tempo. No ano passado, por exemplo, as mulheres estavam á frente de 59% dos negócios e empreendimentos começados em 2019.

Com a pandemia, mais negócios foram abertos e mais mulheres chegaram para somar a um montante que já era bem interessante. Agora, são mais mulheres à frente de seu próprio negócio, lutando contra um mercado ainda complicado para o feminino.

Essa conquista de espaço se deve a lutas que começaram, explicitamente, no início do século passado, mas em toda a história ouve-se sobre mulheres que enfrentaram o patriarcado e lutaram contra a opressão.

Sobre o estudo, os números são bastante interessantes. De todos os empreendimentos femininos analisados, 45% têm por volta de um ano de funcionamento, ou seja, começaram antes mesmo da pandemia se alastrar pelo mundo.

Já 28% deles têm até seis meses de existência, e foram abertos em meio à crise causada pela pandemia do novo coronavírus.

Outro dado interessante é que 24% dos negócios abertos por homens tiveram como principal incentivadoras suas esposas ou companheiras. Ou seja, a figura feminina impulsionou parte dos empreendimentos masculinos.

Além disso, o estudo apontou que as mulheres têm mais facilidade em trabalhar sozinhas, e a maioria abre seu negócio individualmente. Enquanto os homens preferem ter sócios ou se juntar a amigos nos novos empreendimentos.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.