Covid-19: Vacinas só devem chegar à rede privada em 2021

0

Desde que se iniciaram os estudos e testes da vacina contra a covid-19, a ansiedade é geral pela chegada da imunização. As recentes descobertas de Oxford animaram os pesquisadores, que desejam uma imunização em massa o quanto antes.

O sonho mundial, porém, parece ainda muito distante. Das três vacinas que estão sendo testadas e produzidas, nenhuma está prevista para chegar em território brasileiro antes de 2021.

A esperança da classe média é que ela tenha acesso às vacinas antes de 2021 pelas redes privadas de saúde, mas, ao que tudo indica, isso não vai acontecer.

O presidente da Sociedade Brasileira de Imunização, Juarez Cunha, disse: “Não vejo acontecendo antes do final de 2021. Provavelmente, as vacinas que forem liberadas vão suprir, inicialmente, os serviços públicos de vários países. A chegada na rede privada depende de quantas imunizações vão ser aprovadas pelos órgãos regulatórios”

flu shot 1719334 640
Imagem de LuAnn Hunt por Pixabay 

Outra preocupação é a relação do presidente Jair Bolsonaro com os outros países. Como as vacinas em produção (Coronavac, Oxford e Pfizer) receberam incentivo e participação de outros líderes mundiais, grande parte delas já está comprometida. O Brasil pode estar no “fim da fila” e ser um dos últimos países a receber a imunização.

Quando a vacina contra a covid-19chegar no Brasil, a prioridade serão os hospitais públicos, para abastecimento da rede SUS. A ideia é que a população receba a vacina de forma gratuita e que seja alcançado o maior número de pessoas.